Reportagem TV Senado: Educação Profissional

9 de dezembro de 2014 Comentários desligados

Deficiência

Paciência, metodologia e tempo diferenciados, superação do preconceito pelo professor e capacidade de assumir que é possível haver uma aprendizagem mediada, pois o aluno com deficiência pode contribuir para a melhoria da dinâmica da aula. Essas são algumas das conclusões presentes no livro A Educação Profissional para Pessoas com Deficiência: um novo jeito de ser docente, da pesquisadora em educação Loni Manica em parceria com o Professor Geraldo Caliman, Coordenador da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade, da Universidade Católica de Brasília.

— Esse é o primeiro livro. Ficou direcionado ao professor que coloca a mão na massa e precisa de uma luz para trabalhar com a pessoa com deficiência — explicou a servidora do Senado, lotada na CDH.

A publicação, fruto de quatro anos de pesquisa em todo o país, também foi lançada durante a audiência pública de ontem. A obra traz a opinião de gestores e professores sobre quais dificuldades devem ser superadas na busca pela inclusão, na educação profissional, de alunos com deficiência. Além disso, apresenta experiências de sucesso sobre o acompanhamento desses estudantes. Também dá voz aos próprios alunos com deficiência sobre quais são os principais enganos dos professores ao ministrarem as aulas, seja em sala ou nos laboratórios de aprendizagem.

— A primeira coisa que eles pedem, 99% dos alunos, é um professor com paciência para escutar e crer que eles também têm potencial e podem contribuir com a aula e o conteúdo a ser trabalhado. A metodologia e a avaliação também não podem ser iguais para todos — disse Loni. Ela citou exemplos de superação, como o de um aluno cego que se inscreveu para o curso de mecânica e sofreu a discriminação do próprio professor, que o instigou por muito tempo a desistir do curso. Assegurado pela lei, teve que ser acolhido e, para surpresa do docente, que mudou completamente de postura, o aluno se mostrou excepcional e capaz de detectar um problema apenas pelo barulho do motor. O livro conta essa história para mostrar que o aluno com deficiência, ainda que precise de atenção e metodologia diferenciadas, é capaz, frisou a pesquisadora.

Lançamento de livro na Comissão de Direitos Humanos [Senado Federal]

8 de dezembro de 2014 Comentários desligados

_MG_2171_MG_215441Na manhã de hoje o lançamento do meu ultimo livro junto com Loni Manica (Educação Profissional de Pessoas com Deficiencia) na Comissão de Direitos Humanos do Senado. Presentes Senadora Ana Rita (Presidente da Comissão) e Senador Paim, ex-presidente mais uma centena de amigos.

Foi lançado no Senado Federal (Sala Nilo Coelho), no dia 8 de dezembro às 9 h. o livro “Formação Profissional de Pessoas com Deficiência”, de autoria de Loni Manica e Geraldo Caliman. Foram cinco anos de pesquisa que compreendeu 18 estados da Federação.  Loni Elisete Manica, Doutora em Educação pela UCB e Mestre em Educação pela UFSM-RS. Especializações nas áreas de: supervisão e administração escolar; orientação educacional; políticas e estratégia; educação especial e equidade de gênero. Docente e coordenadora de Instituições de ensino fundamental, médio e superior. Especialista na CNI e, atualmente, atua na Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal. Geraldo Caliman é capixaba, Doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Salesiana de Roma, com especialidade em Pedagogia Social. Atuou por dez anos como professor naquela Universidade. Atualmente é professor do Doutorado em Educação e coordena a Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade da Universidade Católica de Brasília. Especialidades: exclusão social; delinquência juvenil, educação social e pedagogia social. E o livro faz parte da Coleção Juventude, Educação e Sociedade, da Cátedra UNESCO-UCB. Abaixo as publicações da Coleção:

  1. CALIMAN, Geraldo (Org.). Violências e Direitos Humanos : Espaços da Educação, 2013.
  2. SIVERES, Luiz (Org.). A Extensão Universitária como Princípio de Aprendizagem, 2013.
  3. MACHADO, Magali. A Escola e seus Processos de Humanização, 2013.
  4. BRITO, Renato. Gestão e Comunidade Escolar, 2013.
  5. CALIMAN, G.; PIERONI, V. ; FERMINO, A. Pedagogia da Alteridade, 2014.
  6. RIBEIRO, Olzeni; MORAES, Maria Cândida. Criatividade em uma Perspectiva Transdisciplinar, 2014.
  7. CUNHA, Celio; JESUS, Wellington; GUIMARÃES-IOSIF, Ranilce. A Educação em Novas Arenas, 2014.
  8. CALIMAN, Geraldo (Org.). Direitos Humanos na Pedagogia do Amanhã, 2014.
  9. MANICA, Loni; CALIMAN, Geraldo (Org.). Educação Profissional para Pessoas com Deficiência, 2015.

Encerrando o Semestre turma Pedagogia Social

26 de novembro de 2014 Comentários desligados

25Encerrou-se hoje, dia 26 de Novembro, a seqüência de quinze quarta feiras no semestre. São 24 os estudantes de Mestrado e Doutorado inscritos na disciplina Pedagogia Social. Alguns alunos que vêm semanalmente de outros estados (Maranhão, Piauí, Minas Gerais e Palmas). No final da aula, uma confraternização onde tinha de tudo, mostrando os dotes culinários dos participantes.  A disciplina trabalha com conteúdos ligados a: teorias das necessidades humanas. Marginalidade, exclusão social e risco. Paradigmas que interpretam historicamente a exclusão social e a delinqüência juvenil. Educação Social (dimensão prática). Pedagogia Social (dimensão teórica): concepções, conceito e objeto. Pedagogia social no Brasil. Âmbitos de atuação da Pedagogia Social. Respostas da educação social aos problemas comportamentais dos jovens. Metodologia pedagógica em âmbito sócio-educativo: teorias, práticas e métodos de pesquisa. O educador social identidade, campo de trabalho, competências.

Lançamento novo livro A Educação Profissional de Pessoas com Deficiência

25 de novembro de 2014 Comentários desligados

23Será lançado no Senado Federal (Sala Nilo Coelho), no dia 8 de dezembro às 9 h. o livro “Formação Profissional de Pessoas com Deficiência”, de autoria de Loni Manica e Geraldo Caliman. Foram cinco anos de pesquisa que compreendeu 18 estados da Federação.  Loni Elisete Manica, Doutora em Educação pela UCB e Mestre em Educação pela UFSM-RS. Especializações nas áreas de: supervisão e administração escolar; orientação educacional; políticas e estratégia; educação especial e equidade de gênero. Docente e coordenadora de Instituições de ensino fundamental, médio e superior. Especialista na CNI e, atualmente, atua na Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal. Geraldo Caliman é capixaba, Doutor em Educação pela Pontifícia Universidade Salesiana de Roma, com especialidade em Pedagogia Social. Atuou por dez anos como professor naquela Universidade. Atualmente é professor do Doutorado em Educação e coordena a Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade da Universidade Católica de Brasília. Especialidades: exclusão social; delinquência juvenil, educação social e pedagogia social. E o livro faz parte da Coleção Juventude, Educação e Sociedade, da Cátedra UNESCO-UCB. Abaixo as publicações da Coleção:

  1. CALIMAN, Geraldo (Org.). Violências e Direitos Humanos : Espaços da Educação, 2013.
  2. SIVERES, Luiz (Org.). A Extensão Universitária como Princípio de Aprendizagem, 2013.
  3. MACHADO, Magali. A Escola e seus Processos de Humanização, 2013.
  4. BRITO, Renato. Gestão e Comunidade Escolar, 2013.
  5. CALIMAN, G.; PIERONI, V. ; FERMINO, A. Pedagogia da Alteridade, 2014.
  6. RIBEIRO, Olzeni; MORAES, Maria Cândida. Criatividade em uma Perspectiva Transdisciplinar, 2014.
  7. CUNHA, Celio; JESUS, Wellington; GUIMARÃES-IOSIF, Ranilce. A Educação em Novas Arenas, 2014.
  8. CALIMAN, Geraldo (Org.). Direitos Humanos na Pedagogia do Amanhã, 2014.
  9. MANICA, Loni; CALIMAN, Geraldo (Org.). Educação Profissional para Pessoas com Deficiência, 2015.

Encontro com O Observatório da Juventude na UPF

19 de novembro de 2014 Comentários desligados

IMG_20141118_111711620_HDR O Coordenador da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade encontrou-se, na manhã desta última terça feira, 18 de Novembro, com os integrantes do Observatório de Juventude e de Violências nas Escolas da Universidade de Passo Fundo (UPF). O Observatório integra a rede de parceiros da Cátedra UNESCO-UCB na busca de soluções para a violência através da Educação para a Paz, com métodos e princípios pedagógicos baseados na Pedagogia Social. E articula um projeto de Alternativas à Violência (PAV), através da participação de voluntários que atuam na formação para uma cultura de paz nas escolas públicas da região.

Visita à Universidade de Passo Fundo

19 de novembro de 2014 Comentários desligados

13
O reitor da Universidade de Passo Fundo (UPF), José Carlos Carles de Souza, recebeu na manhã desta terça-feira, 18 de novembro, a visita do coordenador da Cátedra UNESCO Juventude, Educação e Sociedade, da Universidade Católica de Brasília, Geraldo Caliman. Na ocasião, foram apresentadas ações realizadas pelo projeto de extensão Observatório da Juventude e de Violências nas Escolas da UPF. Este projeto, da UPF, que está vinculado a Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários e a Faculdade de Educação (Faed), representa um espaço de articulação entre os principais atores sociais da educação e áreas relacionadas para potencializar as ações existentes e elaborar projetos coletivos baseados em estudos regulares e aprofundados acerca da situação nas escolas e da violência. Incentiva também o ensino, a pesquisa e a extensão, proporcionando subsídios às políticas públicas sociais e educacionais regionais, e desenvolvendo estratégias de prevenção e combate à violência escolar.
Também participaram da visita o coordenador do projeto na Instituição, Silvio Antônio Bedin, a diretora da Faed, Eliara Zavieruka Levinski, e o coordenador da Divisão de Extensão, Márcio Tascheto.

Coordenador da Cátedra UNESCO-UCB profere Conferência em Congresso na UNINOVE (SP)

11 de novembro de 2014 Comentários desligados

UNINOVE-1Prof. Geraldo Caliman proferiu conferencia no “Congresso Internacional de Práticas Pedagógicas da Educação Básica”. O Congresso ocorreu nos dias 6-8 de Novembro em São Paulo no Campus Barra Funda da UNINOVE, e teve como objetivo instaurar um diálogo entre os diversos segmentos educacionais para discutir problemas e caminhos para a qualidade da aprendizagem e do ensino na Educação Básica. Prof. Caliman proferiu conferência sobre “Crianças Sujeitos de Direitos”, ressaltando principalmente a potencialidade da Educação Social e da Pedagogia Social em criar condições para o respeito de Direitos e a educação à cidadania de crianças e adolescentes, sobretudo aqueles em situação de vulnerabilidade social e de risco. O evento teve o patrocínio da CAPES, da Secretaria de Educação do Municipio de São Paulo e da Uninove.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 365 outros seguidores