THE BATTLE AGAINST CYBERBULLYING In: European Scientific Journal, v. 11, p. 473-481, 2015

30 de janeiro de 2016 Comentários desligados

RIBEIRO-CALIMAN-Cyberbullying2.pdf

This article analyses public policies about cyberbullying in Brazil starting with an Internet investigation about bills pending in National Congress, existent legislations and UNESCO’s recommendations. The goal is to verify, by means of critical discourse analysis, to whom these policies are destined, which are the predominant discourses and the values and intentions that they represent. The problem found is in the absence of specific public policies to the cyberbullying phenomenon due to subdivisions made to wide legislations and the influence of international agencies. To decrease violence that is produced by virtual bullying, strategies are suggested, such as inserting education as protagonist of public policies that may be implemented, taking into account the human rights paradigm as a fundamental value.

Apresentação e lançamento de novo livro na Comissão de Educação do Senado

2 de dezembro de 2015 Comentários desligados

carimboíndice2índiceíndice3
A cerimonia de apresentação e lançamento do livro em coautoria com Loni Manica (Inclusão de Pessoas com Deficiência na Educação Profissional e no Trabalho) aconteceu dia 02 de dezembro, na Comissão de Educação do Senado Federal, que é presidida pelo Senador Romário. Prof. Caliman deu também entrevista para um programa da TV Senado. O Senador Romário é o presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esporte. Ele também tem uma filha com síndrome de down. No Brasil, as possibilidades e os limites da inclusão de alunos com deficiência (PcD) em classes regulares é um tema que divide opiniões. De um lado, há os que defendem que é possível incluir, todos os estudantes em salas regulares, não importando o tipo de deficiência. De outro, existem aqueles que defendem que, em alguns casos, é melhor para a PcD estudar em uma classe ou escola especial. A reflexão proposta pautará sobre resultados de uma pesquisa inédita de doutorado em educação que trata sobre o tema.
Tal pesquisa foi realizada em nível nacional (Brasil) e focou em dois grandes temas: o primeiro relacionado ao perfil docente e, o segundo relacionado aos limites e possibilidades da inclusão. Os resultados do primeiro tema já estão divulgados no livro A Educação Profissional para Pessoas com deficiência: um novo jeito de ser docente, já os resultados do segundo tema abordado na pesquisa, serão apresentados, de forma inédita, neste livro.
Os próprios alunos com deficiência revelam que nem sempre se sentem incluídos em turmas regulares. Então será que a única saída para a inclusão será que as escolas regulares abram espaço para todo e qualquer tipo de pessoa com deficiência, ela desejando ou não estar nesta escola? Qual será a saída?Turmas especiais dentro dos ambientes escolares pode ser uma solução necessária para incluir?

Para adquirir: Paco Editorial

Lançamento “Inclusão de Pessoas com Deficiência”

11 de novembro de 2015 Comentários desligados

Inclusão das Pessoas com DeficiênciaPaco Editorial convida para lançamento do novo livro “Inclusão de Pessoas com Deficiência na Educação Profissional e no Trabalho” (MANICA – CALIMAN) a ser realizada na Comissão de Educação do Senado Federal dia 02 de Dezembro. É o segundo volume sobre o assunto. O livro é o 16º pertencente à série Juventude, Educação e Sociedade, da Cátedra UNESCO 812, sediada na UCB (catolicavirtual.br/catedra) e coordenada pelo Prof. Geraldo Caliman. A Cátedra 812 é um núcleo que coordena uma rede nacional e internacional de pesquisa em torno de temáticas ligadas à Juventude-Educação-Sociedade. O livro apresenta o resultado de uma pesquisa inédita realizada em dezoito Estados do Brasil e que tratam basicamente dos limites e possibilidades em realizar a inclusão de alunos com deficiência na educação profissional e no mercado de trabalho. O capítulo 1, tratamos sobre “As questões da pesquisa que subsidiaram os resultados”, quando os autores relacionam o que realmente desejaram pesquisar. No capítulo 2 aparece o “Caminho percorrido em busca dos resultados”, desde o objeto e o tipo de pesquisa, a metodologia utilizada na geração dos dados e as referências metodológicas. No capítulo 3, nomeado como: O que evidenciaram os alunos com deficiência; docentes e gestores sobre os limites e possibilidades de inclusão na Educação profissional, os autores trazem na redação a fala dos sujeitos pesquisados, seus depoimentos, suas respostas às questões da pesquisa e as análises referentes as possíveis categorias e os depoimentos e resultados coletados. No capítulo 4: resultados finais: categorias relacionadas aos objetivos da pesquisa por meio das respostas dos segmentos participantes, os autores apresentam as categorias que foram criadas a partir da análise dos dados. No capítulo 5: apresentação da conclusão das categorias finais e sugestões a partir do cruzamento das respostas evidenciadas pelos três segmentos participantes da pesquisa, o leitor passa a conhecer as respostas não mais isoladamente (por segmento), mas neste capítulo fazemos uma análise a partir do cruzamento das categorias retiradas pela pesquisa realizada com cada segmento separadamente. No último capítulo referente as considerações finais: possibilidades e limites da inclusão na educação profissional e no mercado de trabalho, encontramos as sugestões a partir da análise dos dados gerados pela pesquisa. O resultado apresentado neste livro tende a fazer luz sobre as principais atitudes dos órgãos governamentais e não governamentais, perante as dificuldades enfrentadas e as superações exercidas para que a inclusão aconteça. Assim, a pretensão de que reveladas as dificuldades e as necessidades para implementar a inclusão, efetivamente, nas escolas de educação profissional, o livro contribua com possibilidades reais de criar as políticas públicas na área da pessoa com deficiência.

Abertura de Seminário sobre Formação de Professores

10 de novembro de 2015 Comentários desligados
Fanfani3

Profs. Geraldo Caliman, Emilio Fanfani, Celio Cunha.

Presente na abertura do II Seminário Internacional de Educação, o Prof. Emilio Tenti Fanfani, promovido pela Universidade Católica de Brasília, a realizar-se entre os dias 9 a 13 de novembro, no Auditório do Bloco Central. O tema desta edição será “Formação de Professores e os desafios nos contextos educacionais”. O evento tem por objetivo discutir a formação de professores e os desafios contemporâneos presentes nos contextos educativos, discutindo a práxis, a identidade docente, os desafios da profissão propondo ações integradoras que consolidem o ensino, a pesquisa e a extensão como estratégias que potencializem a aprendizagem e amparem situações instigadoras presentes na educação contemporânea.

CÁTEDRA PROPÕE OBSERVATÓRIOS DA JUVENTUDE NA REDE IUS

7 de outubro de 2015 Comentários desligados

ius-300x22545 Instituições Universitárias Salesianas (IUS) se reuniram em San Salvador (El Salvador), nos dias 27 de setembro a 1º de outubro para a consolidação de uma rede internacional dessas instituições. A Universidade Católica de Brasília faz parte das IUS uma vez que os Salesianos são sócios fundadores da UBEC. Participam dessa reunião o Reitor Prof. Gilberto Garcia, o Presidente da UBEC, Ir. Jose Nilton, e o Reitor da Unileste, Prof. Genésio Silva.

Os membros de uma comissão de trabalho, à qual pertence o Coordenador da Cátedra, Prof. Geraldo Caliman, apresentou um projeto de criação de uma Rede de Observatórios de Juventude entre essas instituições; uma pesquisa comum sobre profissionalização, valores e culturas juvenis nos ambientes universitários; e, por fim, de um Doutorado Interdisciplinar em torno da temática “Juventude e Educação”.

Ciências Humanas e Sociais é tema de debate internacional

11 de setembro de 2015 Comentários desligados

Mesa-2Pesquisadores do Brasil, México e Alemanha participaram do seminário “Ciências Humanas e Sociais… Por quê?”, realizado no Câmpus II, da Universidade Católica de Brasília. Entre eles: Em pé da esquerda: Prof. Dr. Miroslav Milovic (UnB); Prof. Dr. Emil Sobottka (PUC-RS); Profa. Dra. Claudia Linhares Sanz (UnB); Prof. Dr. Frederico Feitoza (UCB); Prof. Dr. Hans Joachin Eickhoff (FU-Berlin, Alemanha); Profa. Dra. Felicia Vasquez Bravo (UAQ-Mexico);  Prof. Dr. Christoph Wulf (FU-Berlin, Alemanha); Profa. Dra. Birgit Althans (Leupana Universitat Luneburg, Alemanha); Prof. Dr. Bernd Fichtner (Universitat Siegen, Alemanha); Prof. Dr. Geraldo Caliman (UCB -Coordenador); Profa. Dra. Wivian Weller (UnB Coordenadora); Prof. MSc. José Ivaldo de Araujo Lucena (UCB). Abaixados a partir da esquerda para a direita:Prof. Dr. Estêvão Chaves de Rezende Martins (UnB); Profa. Dra. Sinara Pollon Zardo (UCB); Jailton Lopes Vicente (UnB); Cátia Piccolo Vieira Davecchi (UnB), Cilene Vilarins Cardoso da Silva (UnB); Ana Carla Nascimento de Oliveira (UnB); Profa. Dra. Vanildes Gonçalves da Silva (UCB).

A Universidade Católica de Brasília (UCB), por meio da Escola de Educação e Humanidades, do Programa de Pós-graduação em Comunicação e da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade; junto a Universidade de Brasília (UnB), realizou no dia 10 de setembro, o seminário internacional “Ciências Humanas e Sociais… Por quê?”. O evento aconteceu no auditório do Campus II da UCB, com parceria da Freie Universitat Berlin e a presença de pesquisadores do Brasil, México e Alemanha.

De acordo com o coordenador do Programa de Pós-graduação em Educação da UCB, Prof. Dr. Luiz Síveres, é muito importante debater temas relevantes entre pesquisadores de diferentes países. “Não só no Brasil, mas em todo o mundo, o incentivo às ciências exatas e os avanços tecnológicos prevalecem. Mas o vazio existencial e os problemas que a humanidade encara diariamente não se resolvem apenas com tecnologia, e sim, com educação, valores e propostas diferenciadas, que são aspectos desenvolvidos pelas ciências humanas e sociais”, explica.

“É sempre um prazer estar aqui no Brasil e me sinto muito honrado em estar pela primeira vez na Universidade Católica. Nós pesquisadores precisamos nos unir, como estamos fazendo hoje nesse evento, para debater e fazer reacender a importância das ciências humanas e sociais, para colaborarmos com o desenvolvimento e solução dos problemas humanitários no mundo. O aprimoramento da sociedade não está ligado ao avanço tecnológico, depende muito mais de solucionarmos os problemas sociais que a nossa humanidade enfrenta”, destaca o vice-presidente da Comissão Alemã para a UNESCO, Prof. Dr. Christoph Wulf.

Para o coordenador da Cátedra UNESCO Juventude, Educação e Sociedade da UCB, Prof. Dr. Geraldo Caliman, “temos que mostrar para a sociedade que o mundo das artes, literatura, música, educação, direitos humanos, devem ser aprofundados, principalmente no Brasil. Pois a matriz do desenvolvimento de uma nação e, até mesmo das tecnologias, está no seu pensamento, nas matrizes teóricas e na formação humana”. O professor do curso de Comunicação da UCB, Prof. Dr. Frederico Feitoza, ainda complementa, que “o pensamento filosófico tem sido deixado de lado e, por isso, o debate sobre esse tema é de extrema importância para um progresso mais eficaz da nossa sociedade”.

A mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação da UCB, Lilian Mendonça, buscou no evento uma compreensão mais ampla do que são as ciências sociais hoje. “O interessante nesse seminário, sobretudo em relação a essa internacionalização do conhecimento e do pensamento, é porque a discussão envolve o mundo, não é uma questão Brasil. Acho que as ciências sociais, como um todo, abrange o mundo e discutir temas sociais envolve o rompimento de barreiras, de fronteiras. E é isso que esse debate fez ao congregar pesquisadores de diferentes países e áreas para um debate pela humanidade”.

Categorias:Eventos & Congressos Tags:

Seminário Internacional “Ciências Humanas e Sociais: por que?”

9 de setembro de 2015 Comentários desligados

SeminarioHumanitas10 e 11 de Setembro. Organizado pela Universidade Católica de Brasília (Cátedra UNESCO-UCB; Programas de Educação e de Comunicação); Universidade de Brasília e Freie Universitat Berlin. Não só no Brasil, mas tambem em muitos países europeus, a relevância das Humanidades e das Ciências Sociais no desenvolvimento da sociedade civil não é reconhecida com a devida importância. Uma das razões para isso parece estar relacionada à baixa consciência do papel que artes e humanidades desempenham na sociedade, tanto por parte das instituições como da população como um todo.

Uma tarefa importante das ciências humanas e sociais é fazer com que os resultados da investigação científica e tecnológica se tornem socialmente relevantes. Diversos estudos têm demonstrado que, até certo ponto, a pesquisa no campo das ciências tecnológicas e de inovação dependem das humanidades e das ciências sociais para elucidar seus conceitos. As ciências humanas e sociais tambem analisam problemas que são relevantes para os indivíduos, para as comunidades e para a sociedade como um todo. Conhecimentos adquiridos nas ciências humanas e sociais contribuem para uma maior abertura e flexibilidade das relações entre diferentes grupos sociais. Esses conhecimentos promovem a compreensão entre os membros de uma sociedade e dão sustentabilidade aos processos de formação de consenso e de desenvolvimento de coerência social.

Essas são algumas teses que serão discutidas neste Seminário.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 356 outros seguidores