V Congresso Internacional de Pedagogia Social

27 de agosto de 2015 Comentários desligados

grafico2 [567077]

Programa do V Congresso Internacional de Pedagogia Social

Programação V Congresso Internacional de Pedagogia Social

Na próxima semana, de 1 a 3, se desenvolve na Universidade Federal do Espirito Santo (UFES)  e Instituto Federal do ES (IFES) o V Congresso Internacional de Pedagogia Social. Estou enviando em anexo informações sobre a programação como também algum release. O Congresso Internacional de Pedagogia Social & Simpósio de Pós-Graduação, em sua quinta edição, é um evento dedicado a discutir de maneira ampla a regulamentação da Educação Social como profissão no Brasil, a formação deste profissional e as áreas de atuação que entendem a Pedagogia Social como a Teoria Geral da Educação Social. Em face da opção política do atual governo de fazer do “Brasil, pátria educadora”, o V CIPS tem como lema questionar o lugar que deve ocupar “A Educação Popular, Social e Comunitária nas Políticas Públicas no Brasil” em um momento em que se discute o Sistema Nacional de Educação, o Plano Nacional de Educação, a Reforma do Ensino Médio, a destinação dos recursos do Pré-Sal à Educação, a redução da maioridade penal da adolescência e a violência contra a juventude pobre e negra das periferias, dentre tantos outros temas. No Simpósio de Pós-Graduação serão apresentadas pesquisas de mestrado, doutorado e pós-doutorado que investigam as demandas da sociedade relacionadas à cultura, ao lazer, ao suprimento de necessidades básicas, ao atendimento a populações em situação de vulnerabilidade e risco, ao trabalho, à formação continuada, à sustentabilidade, aos direitos humanos, dentre tantas outras. A partir das relações entre as experiências internacionais e as práticas educativas populares, sociais e comunitárias realizadas no Brasil. Espera-se que a realização desse congresso possa trazer uma importante contribuição para a educação brasileira, em suas dimensões econômicas, políticas, sociais e culturais que se efetivam em espaços sociais diversificados, para além da escola e da sala de aula. Como um corpo de conhecimentos que serve como teoria geral para as práticas de Educação social, popular e comunitária no Brasil e como disciplina científica ao mesmo tempo, a Pedagogia Social conta com tradições próprias de pensamento na Europa e em certa medida na América Latina. Ainda assim, o que no Brasil entendemos como Teoria Geral da Educação Social será problematizada enquanto teoria dos conflitos sociais, os quais marcam as instituições e os sujeitos, notadamente em espaços não escolares. Decorre daí a nosso ver, a importância de um congresso internacional, que com um amplo leque de atividades, ajude a fortalecer o debate teórico, as práticas humanas e a profissionalização na área.

Novo livro da Coleção da Cátedra UNESCO/UCB A Formação Psicossocial do Professor

17 de agosto de 2015 Comentários desligados
Professor

A formação psicossocial do professor

Uma nova publicação da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade, o livro “A Formação Psicossocial do Professor: As Representações Sociais no Contexto Educacional”, organizado por Afonso Galvão e Luiz Síveres, que reuniram nada menos que 25 autores em torno de um tema. A forma descontextualizada de analisar o desempenho docente, alem de fornecer uma avaliação parcial do campo educacional, cria altas expectativas da ação do professor e a sua consequente responsabilização e frustração, tornando-se um obstáculo ao compromisso com a docência responsável. As possibilidades de compreender a boa atuação do professor exige rejeitar uma visão estática que separa o sujeito de sua prática e o concebe isolado de seu contexto. Demanda um esforço maior de compreendê-lo e supõe procurar descrever o desempenho docente na interseção de noções de origem socioantropológicas, históricas e psicológicas. Este livro apresenta parte dos resultados de uma investigação ampla sobre a formação psicossocial do professor. Lançando mão de marcos teóricos diversos, mas integrados em uma abordagem psicossocial, objetiva contribuir para avançar o nosso conhecimento sobre os processos que concorrem para a formação da docência na educação básica. Assim, exploram-se questões relacionadas à identidade docente, aos saberes envolvidos nessa profissão, às expectativas em relação ao futuro profissional do estudante universitário e à intersecção com as próprias representações dos professores desses estudantes acerca do tipo de formação que lhes é proposto e o que é veiculado pelo currículo. Analisa-se ainda como o desempenho dos alunos no curso se relaciona com aspectos psicossociais.

“Educação Superior” novo livro da Coleção da Cátedra UNESCO/UCB

23 de julho de 2015 Comentários desligados

GUIMARÃES-IOSIF, Ranilce; ZARDO, Sinara Pollom; SANTOS, Aline Veiga dos. Educação superior: conjunturas, políticas e perspectivas. Brasília: Liber Livro & UNESCO-UCB, 2015.

ImagemO novo volume da coleção Juventude, Educação e Sociedade da Cátedra UNESCO-UCB. Chama-se “Educação superior: conjunturas, políticas e perspectivas”. Trata-se de uma coletânea de textos oriundos de pesquisas e reflexões de docentes, discentes e pesquisadores da área da educação. As produções científicas apresentadas contemplam temas relativos à internacionalização da educação superior, à pós-graduação em direitos humanos e sua perspectiva interdisciplinar, às políticas de democratização do acesso e de avaliação da graduação e da pós-graduação brasileira e à docência universitária. Na obra estão representadas as seguintes instituições: Universidade Católica de Brasília (UCB), Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Estadual de Goiás (UEG), Instituto Federal de Brasília (IFB), União Marista do Brasil, University of Alberta (Canadá) e Universität Duisburg-Essen (Alemanha). A publicação está vinculada ao grupo de pesquisa do CNPq, “Educação superior: políticas, governança e cidadania”, coordenado pelas professoras Dra. Ranilce Guimarães-Iosif e Sinara Pollom Zardo no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica de Brasília (UCB). A expectativa é de que as pesquisas apresentadas subsidiem debates, estudos e novas investigações na área da educação superior.

“É preciso conturbar a educação superior, sacudir, atropelar, para que, assumindo devido desconfiômetro, passe a autorrenovar-se, seguindo a própria dinâmica do conhecimento rebelde. O que move a educação superior é a rebeldia da pesquisa, não aula, prova, reprodução, xerox. Vamos saudar gente como essas três acadêmicas que pretendem importunar a educação superior”. (Pedro Demo – Prefácio da obra).

“Violência e Escola” a mais recente publicação da Cátedra UNESCO-UCB

8 de junho de 2015 Comentários desligados

Violencia e Escola De Thais Paulo e Sandra Francesca Conte de Almeida, esta ultima leitora da Cátedra UNESCO da UCB, o livro apresenta uma discussão sobre a complexa relação existente entre violência e adolescência nas instituições educacionais, possibilitando-nos acompanhar o desenrolar de uma cena, que se inicia em uma escola pública paralisada por situações de violências e fixada nos significantes de que seria “impossível fazer diferente”. Momentos em que é visível a sensação de impotência dos docentes, que comparece sob a forma de um apelo desolado ao Outro: “A gente se sente muito só, as pessoas vêm aqui com suas propostas e vão embora, e no dia a dia somos nós que temos que dar conta”. As autoras demonstram, então, como a cena pode ser reconfigurada por meio dos dispositivos de escuta clínica e de análise das práticas profissionais com grupos de professores. A aposta das autoras é clara: somente professores escutados como sujeitos podem abrir-se à alteridade e escutar e ver seus alunos também nessa posição. Assim, atestam ser possível sustentar o discurso do analista do “extra muros” da clínica, para além da prática tradicional do consultório. Trata-se de uma psicanálise aplicada, que exige algumas torções da técnica, mas que, em nenhum momento, distancia-se da renúncia quanto à armação imaginária para operar o ato analítico, de forma a provocar trabalho com os significantes, até que os professores possam prescindir da idealização, confrontar-se com os limites impostos pela realidade da castração e, a partir dessa operação psíquica, adquirir potência para produzir algo novo e significativo em suas práticas profissionais. (Da apresentação da Profa. Dra. Viviane Legnani). PAULO, Thais Sarmanho; ALMEIDA, Sandra Francesca Conte de. Violência e Escola: Escuta de Professores e Análise das Práticas Profissionais, de Orientação Psicanalítica. Brasília: Liber Livro & Cátedra UNESCO-UCB, 2015

Artigo na Revista Iberoamericana de Educação: Separar para incluir?

21 de maio de 2015 Comentários desligados

MANICA-CALIMAN-Separar para incluir? Revista Iberoamericana Artigo de Loni MANICAe Geraldo CALIMAN sobre a inclusão na Educação Profissional: os pesquisadores se perguntam e os docentes, discentes e gestores respondem: Separar ou incluir? No Brasil, as possibilidades e os limites da inclusão de alunos com deficiência (PcD) em classes regulares é um tema que divide opiniões. De um lado, há os que defendem que é possível incluir, todos os estudantes em salas regulares, não importando o tipo de deficiência. De outro, existem aqueles que defendem que, em alguns casos, é melhor para a PcD estudar em uma classe ou escola especial. A reflexão proposta pautará sobre resultados de uma pesquisa inédita de doutorado em educação que trata sobre o tema. Os próprios alunos com deficiência revelam que nem sempre se sentem incluídos em turmas regulares. Qual será a saída?Turmas especiais pode ser uma solução necessária para incluir o excluído? Veja o artigo em PDF.

V CONGRESSO INTERNACIONAL DE PEDAGOGIA SOCIAL E SIMPÓSIO DE PÓS-GRADUAÇÃO

6 de maio de 2015 Comentários desligados

159 O V Congresso Internacional de Pedagogia Social ocorrerá na Universidade Federal do Espírito Santo, no campus de Goiabeiras, em Vitória, em parceria com o Instituto Federal do Espírito Santo – representado pela reitoria e pelos campi Guarapari, Linhares e Vitória – e com a Universidade Estácio de Sá de Vitória e Vila Velha. As atividades do evento estarão concentradas na UFES, local em que estão programadas conferências, mesas-redondas, mesas temáticas, Comunicaações Orais no Simpósio de Pós-graduação, oficinas, visitas sociais, além de atividades culturais. Trata-se de evento com estimativa de 700 a 1000 inscritos, com convidados da América Latina, Ásia, África, América do Norte e Europa, que se propõe a aprofundar a reflexão teórica, a investigação das práticas no campo das profissões sociais, bem como contribuir para o aumento da produção de conhecimento na área.

Veja o Programa: Programa V CIPS – 25.4.2015

Em Veneza Seminário sobre Direitos Humanos em parceria com a Cátedra UNESCO-UCB

28 de abril de 2015 Comentários desligados

IMG-20150419-WA0032 20150418_093716

Aconteceu em Veneza, dia 18 de abril, o “Convegno Annuale Human Rights”. Uma parceria entre a Cátedra UNESCO da UCB, o Centro Universitário Salesiano de Veneza (IUSVE) e o Centro de Ensino Superior Don Bosco de Madrid. O tema foi a apresentação da pesquisa em rede realizada pela Cátedra em parceria com as duas Universidades, com o título “Percepção dos Direitos Humanos e Educação em Grupos Sociais Específicos”, uma extensão da pesquisa realizada em rede pela Cátedra UNESCO da UCB associada a sete universidades nacionais e internacionais. Nas palavras do Prof. Sabino de Juán, de Madrid:  “El día 18 de abril se celebró en el Istituto Universitario de Venezia (IUSVE),  Centro Universitario Salesiano con campus en Venezia-Mestre y Verona, el V CONVEGNO ANNUALE, y en el que participó el CES Don Bosco – Madrid, igualmente centro universitario salesiano FMA-SDB, en Madrid. El tema objeto de estudio era EDUCAZIONE AI DIRITTI UMANI E ALLA GIUSTIZIA NELLA “SOCIETÀ LIQUIDA”. Una parte del programa del evento lo constituyó la presentación de los resultados de la investigación que, en torno al tema “Percepción de la Justicia y Derechos Humanos en los grupos específicos” (en este caso, en estudiantes del IUSVE y del CES Don Bosco), han venido realizando, desde el curso 2013.2014, y en colaboración con la Universidad Católica de Brasilia y de su Cátedra Unesco “Juventud y Sociedad”, ambas instituciones. La investigación fue llevada a cabo, de forma paralela y conjunta, por un equipo multidisciplinar de seis investigadores de cada institución, coordinados por los Prof. Dres. Sr. Arduino Salatín (preside del IUSVE) y Sr. Sabino de Juan López, profesor del CES. La presentación de los resultados fue una ocasión para reflexionar conjuntamente sobre cómo se educa y se sensibiliza a los jóvenes en los Derechos humanos en la Universidad, para el ejercicio de una ciudadanía activa y responsable”.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 344 outros seguidores