Cátedra UNESCO-UCB publica novo livro

15 de maio de 2014 Comentários desligados

ImagemCom o selo da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade da UCB, sai a segunda publicação de livro este ano com o título: “Criatividade em uma Perspectiva Transdisciplinar”, assinado por Olzeni Ribeiro e Maria Cândida Moraes. Na sua informação de capa, o prof. Célio da Cunha (professor leitor desta Cátedra) assim se exprime: “O livro que se edita pela Coleção Juventude, Educação e Sociedade, [pela Catedra UNESCO-UCB], pela riqueza e amplitude de suas ideias e abordagens teóricas sobre a criatividade e o pensamento complexo, pode ser lido e interpretado sob diversos ângulos. Todavia, parece-me oportuno ressaltar sua importância no contexto da política educacional brasileira. Pode-se afirmar que o Brasil está vivendo uma revolução da inclusão educacional. Nunca tantas crianças, jovens e adultos tiveram a oportunidade de acesso amplo e irrestrito às escolas de educação básica e às universidades. Finalmente o direito à educação começou a prevalecer. O que se torna importante nesta fase de transição da exclusão para a inclusão, é liberar o potencial criativo do “povo brasileiro” para usar a expressão tão cara a Darcy Ribeiro. É neste cenário que sobreleva em importância o livro de Olzeni Ribeiro e Maria Cândida Moraes. A obra oferece a professores e educadores subsídios valiosos de transposição para a sala de aula de uma didática da criatividade, de forma a ver a criatividade, conforme destacou Saturnino de la Torre, na apresentação deste livro, nao como um conceito frio e distante, mas o potencial fascinante para transformar e transformar-se. Em outras palavras o Brasil de hoje já não é mais um país de verdades totalitárias que exclui a relatividade, a dúvida e a interrogação. O Brasil de hoje está se abrindo à contribuição de sua diversidade criadora”. Publicado por G. Caliman, em 15 de maio 2014.

Homenagem na Câmara Municipal da Terra Natal

13 de maio de 2014 Comentários desligados

14-05-14-16012043A entrega aconteceu durante a Sessão Solene de 26 anos de emancipação
Geraldo Caliman recebeu da Câmara Municipal de Venda Nova do Imigrante o título de vendanovense ausente por ter contribuído à Igreja, à educação e às causas sociais. A homenagem foi feita durante a Sessão Solene de 26 anos de emancipação política, realizada no último sábado (10). Geraldo Caliman é graduado em pedagogia, pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de São João Del Rey. Ele possui ainda mestrado em pedagogia social e doutorado e pós-doutorado em educação, pela Pontificia Universidade Salesiana de Roma, na Itália, onde também atuou como professor. Atualmente, Geraldo é professor catedrático da Universidade Católica de Brasília.  Ele já orientou mais de 85 alunos de mestrado e doutorado, escreveu mais de 50 artigos científicos e é autor de sete livros, tanto na língua portuguesa quanto na italiana. Sua publicação mais recente é “Pedagogia da Alteridade: para viajar a Cosmópolis”, lançado em janeiro deste ano e apresentado na sala de imprensa da Rádio Vaticano em 29 de março. Em sua fala, Geraldo disse que se sentia honrado em estar em sua cidade natal e ser homenageado. Ele destacou que, mesmo tendo saído de Venda Nova do Imigrante, muito do que ele viveu e aprendeu quando morava no Município ainda está com ele. “Tenho certeza que quando estive na Rádio Vaticana, um mês atrás, eu estava representando essa comunidade”. Ele ainda disse que foi convidado pelo Departamento de Assuntos Econômicos e Sociais da ONU, como expert em questões de juventude, para estar em Paris, no próximo mês, no quarteirão da Unesco, junto a outros 25 experts, para dar sua contribuição falada e escrita sobre o tema. “Me sinto embaixador de Venda Nova e, sobretudo, embaixador da educação, com a marca de Dom Bosco.” A homenagem a Geraldo Caliman foi aprovada pelo Decreto Legislativo nº 097/2014, na Sessão Ordinária do dia 6 de maio deste ano. (Noticia retirada do site da Câmara Municipal de Venda Nova).

Professor convidado como expert pelas Nações Unidas

5 de maio de 2014 Comentários desligados

UNESCO Paris

Prof. Caliman foi convidado [como individual expert] para participar de um “Expert Group Meeting” em Paris, em meados de junho. Diz o convite que a escolha foi feita em razão de sua especialização nos estudos sociais e educativos no campo juvenil”. Seguindo as recomendações da UNESCO para a formação de redes entre as Cátedras da UNESCO, a Cátedra UNESCO de Juventude Educação e Sociedade da Universidade Católica de Brasília, da qual Caliman é Coordenador, a partir deste ano faz parte de uma rede internacional de uma dezena de Cátedras chamada “Global Network of UNESCO Chairs on Children, Youth, and Communities”. Como primeiro fruto dessa rede, está sendo organizado um “Expert Group Meeting”, patrocinado pelo “United Nations Department of Economic and Social Affairs” [UN DESA], em colaboração com a UNESCO. A perspectiva é de reunir em Paris cerca de 20-25 experts internacionais no tema da participação social dos jovens. O simpósio será em Paris, nos dias 16 e 17 de junho e Caliman leva um artigo cientifico sobre o tema de sua especialização que será apresentado no Simpósio. O objetivo do Simposio é trazer juntos 20-25 experts em organização juvenil, universidades, representantes de Estados Membros das Nações Unidas, entidades das Nações Unidas e organizações intergovernamentais, para discutir maneiras de incentivar a participação social dos jovens em atividades econômicas, sociais e políticas, como também examinar oportunidades e desafios que decorrem deste objetivo.

Apresentação do livro e entrevista na Radio Vaticana

3 de abril de 2014 Comentários desligados

 

Entrevista nos Estúdios da Rádio Vaticana

03-04-14-16012018

Mesa Redonda com a Presença do Pe Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano

No dia 29 de março o prof. Geraldo Caliman deu entrevista nos estudios da Radio Vaticana, sobre o livro Pedagogia da Alteridade. No dia 24 de março de 2014 Prof. Geraldo Caliman partiu para Roma onde permaneceu até o dia 3 de abril. O principal objetivo foi a apresentação do livro “Pedagogia da Alteridade: para Viajar a Cosmópolis“. A apresentação, sob convite de um grupo ligado à Rádio Vaticana, aconteceu na Sala Marconi do Prédio da Radio Vaticana na tarde de sábado do dia 29 de março. Durante sua estadia o Prof. Caliman esteve também em reuniões de trabalho na Universidade Pontificia Salesiana de Roma (UPS) onde articulou possibilidades de publicações conjuntas com professores do Instituto de Sociologia daquela Universidade. A UPS, através de seu Instituto de Sociologia, é parceira da Cátedra UNESCO-UCB. Em conversações também a hipótese de articulação de um Seminário Internacional em Brasilia, em 2015, com o tema “Dom Bosco e Brasilia”, entre a Pontificia Università Lateranense, manifestado através do interesse de seu Reitor, Mons. Enrico dal Covolo, e a Universidade Católica de Brasilia. De volta de Roma, uma passagem em Lisboa para contato de Orientação de um Co-Orientando de Doutorado que se encontra em estudos temporários naquele país.

“Pedagogia da Alteridade” (PIERONI; FERMINO; CALIMAN) será apresentado na ”Sala de Imprensa do Vaticano”

16 de março de 2014 Deixe um comentário

 

Alteridade2

Baixar da Biblioteca Virtual da UNESCO em PDF. Clicar sobre a imagem acima e depois sob a sigla POR

Na tarde do próximo dia 29 de março de 2014, organizado pelo “Centro de Reflexão Africa – 2000” (CRA-2000) da Rádio Vaticana, será apresentado o livro “Pedagogia da Alteridade: para Viajar a Cosmópolis” de Vittorio Pieroni,  Antonia Fermino e Geraldo Caliman. O livro foi traduzido do italiano (PIERONI-FERMINO: La valiggia del Migrante)  com a participação em capítulo e adaptação para a versão portuguesa aos cuidados de Geraldo Caliman e publicada pela Universidade Católica de Brasília em colaboração com a UNESCO. Clique aqui para baixar o livro da Biblioteca Virtual da UNESCO (UNESDOC) em PDF. Clicar sob a sigla POR .

A apresentação acontecerá às 16h30, na Sala Marconi da Rádio Vaticana, Praça Pia n. 3, Roma. O encontro será iniciado pelo presidente do CRA-2000. Falarão também: Pe. Federico Lombardi, Diretor da Radio Vaticana e da Sala de Imprensa Vaticana; Prof. Theodore Mascarenhas, do Pontifício Conselho da Cultura; o Prof. Kipoy Pombo, filosofo e teólogo da Pontifícia Universidade Urbaniana; o prof. Geraldo Caliman, da Universidade Católica de Brasília. Moderador: Profa. Mariagrazia Russo, da Universidade de Viterbo. Prof. Geraldo Caliman, Coordenador da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade estará presente no evento, como coautor do livro.

 

“Violências e Direitos Humanos” Organizado pela Catedra UNESCO-UCB

1 de março de 2014 Deixe um comentário

 

Imagem

Baixar da Biblioteca Virtual da UNESCO em PDF. Clicar sobre a imagem acima e depois sob a sigla POR

Uma contribuição conjunta de uma dezena de pesquisadores com a coordenação do Prof. Geraldo Caliman, Coordenador da Cátedra UNESCO de Juventude Educação e Sociedade: do Brasil (Candido Gomes, Carlos Angelo de Meneses Sousa, Célio da Cunha, Geraldo Caliman, Leila Bijos, da Universidade Católica de Brasília), da Alemanha (Bernd Fichtner, Maria Benites da Universidade de Siegen) e do México (Maria Teresa Prieto Quezada e José Claudio Carrillo Navarro da Universidade de Guadalajara). Vários dos coautores são doutorandos da UCB (Denise Lima, Diogo Acioli, Ivar Vasconcelos, Loni Manica, Olmira Dassoler): eles apresentam, junto aos seus orientadores, as suas pesquisas relacionadas ao tema, e reforçam a participação dos doutorandos nos projetos da Cátedra e a Cátedra como escola de pesquisa na área de ciências humanas. O livro foi publicado pela UNESCO-Liber Livro. Sob análise em “Violências e Direitos Humanos: Espaços da Educação” se encontram duas áreas conceituais: a questão do mal-estar social dos jovens que se manifesta em expressões de violência; e o lugar da educação entendido aqui como espaços de prevenção seja em ambientes escolares que em não-escolares. No centro do objeto de pesquisa não se situa tanto o “problema” da violência. Entendemos as manifestações de violência como sintomas de um mal estar que subsiste na sociedade. Sociedades violentas colhem os frutos de uma cultura de violência subjacente às relações sociais que nela intercorrem. Se existem problemas, estes seriam encontrados nas estruturas e nas culturas violentas que se reproduzem dentro das relações que se têm desenvolvido na sociedade. Neste sentido as drogas e as violências são considerados aqui expressões de um mal-estar, uma maneira de exprimir, de dizer que direitos fundamentais estão sendo negados no itinerário de quem deles precisa para responder aos desafios que a sociedade mesma impõe à infância e à juventude.

Baixar o Livro da Biblioteca Virtual da UNESCO (UNESDOC) em PDF: Violência e Direitos Humanos: Espaços da Educação (4 Mb)

Saiu do Forno: “Pedagogia da Alteridade”, Editora Liber/Catedra UNESCO-UCB, 2014.

24 de janeiro de 2014 Deixe um comentário

AlteridadeSaiu do forno nesta ultima sexta feira, 24 de janeiro, o livro “Pedagogia da Alteridade: para Viajar a Cosmopolis”, de autoria de Vittorio Pieroni, Antonia Fermino e Geraldo Caliman. O primeiro, um italiano; a segunda, uma pesquisadora cabo-verdiana radicada na Itália; o terceiro, um italo brasileiro: todos trabalharam juntos no Instituto de Sociologia da Universidade Salesiana de Roma (1988-2003). E agora se debruçam sobre a questão da educação intercultural na perspectiva da Pedagogia Social. A Declaração Universal da UNESCO sobre a Diversidade Cultural afirma que “…a diversidade cultural é, para o gênero humano, tão necessária como a diversidade biológica para a natureza. Nesse sentido, constitui patrimônio comum da humanidade e deve ser reconhecida e consolidada em beneficio das gerações presentes e futuras.” O respeito à diversidade cultural é um pilar essencial para que a humanidade possa construir uma cultura de paz e garantir um mundo melhor para todos. Este livro se propõe a discutir as relações entre diferentes culturas, sobretudo quando existe a interferência de outros fatores que tornam difícil a convivência entre elas. O livro aborda ainda a questão dos movimentos migratórios, assunto sobre o qual a UNESCO também se debruça, sobretudo no sentido de garantir os direitos das populações que migram, especialmente os direitos humanos fundamentais. Os sistemas educativo-formativos estariam, hoje, em condições de desconstruir mecanismos etnocêntricos para construir um “homem com dimensão transcultural?”  Estariam tais sistemas aptos a formar um homem com capacidade de dialogar com a diversidade, respeitoso dos valores da alteridade? Estamos seguros que a leitura deste  livro contribuirá para trazer luz a questões fundamentais do nosso tempo. [Texto retirado da apresentação da Dra. Marlova Jovchelovitch Noleto, Diretora da Área Programática da UNESCO Brasil].

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 346 outros seguidores