Arquivo diário: 04/11/2013

Seminário Internacional “Direitos Humanos na Pedagogia do Amanhã”


06-11-13-211Veja o Programa – Folder-Seminario

A Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade promove o Seminário Internacional “Direitos Humanos na Pedagogia do Amanhã” – Brasília 18 e 19 de novembro de 2013. Neste segundo semestre de 2013 a UCB realiza três eventos ligados à Educação em Direitos Humanos, mais precisamente, a “I Mostra UCB em Direitos Humanos” (dia 14 de Novembro), o “Seminário por ocasião da Convenção Internacional sobre os Direitos da Criança” (dia 22 de novembro); e este Seminário Internacional “Direitos Humanos na Pedagogia do Amanhã” (18 e 19 de novembro, na Pós-Graduação). Objetivo: Construir as bases teóricas para a pesquisa “Juventude Universitária e Direitos Humanos; e contribuir para a construção de uma pedagogia no século XXI que considere o respeito às diferenças como base para a convivência pacífica entre cidadãos. Conferencistas CONVIDADOS: Prof. Dr. Maurice Tardif (Universitè de Montreal – Canadá);  Prof. Dr. Carlos Alberto Vilar Estêvão (Universidade do Minho – Portugal); Prof. Dr. Mario Sandoval Henriquez (Universidad Catolica Silva Henriquez – Chile); Profª. Drª. Ana Maria Eyng (PUC Paraná – Brasil); Profª. Drª. Azucena Ochoa Cervantes (Universidad Autónoma de Querétaro – México).

Cátedra Unesco publica seu terceiro livro esse ano


ImagemSaiu pela Cátedra Unesco de Juventude, Educação e Sociedade a terceira publicação deste ano. O título: “A Escola e seus Processos de Humanização”. A autora: Magali Evangelista Machado, formada no Doutorado em Educação do Programa de MD em Educação. O segredo dos recursos para a escola não está no dinheiro, mas no investimento afetivo, nas relações humanas. Nas palavras do Prof Cândido Alberto Gomes, “as fórmulas mágicas para a qualidade e a democratização da educação simplesmente inexistem. No entanto, existem, sim, experiências e denominadores comuns para as escolas de sucesso. É o que esta obra mostra por meio de dois estudos de caso. Ambos os estabelecimentos, cada qual com o seu perfil e a construção dos próprios caminhos, demonstram que não são necessárias soluções mirabolantes e caras. Aliás, mostram que recursos não se confundem com dinheiro e que não seria injetando cada vez mais dinheiro que se obteria proporcionalmente maior qualidade. A educação é um processo que depende basicamente de relações entre pessoas, com lideranças sérias, e da construção de um clima de exigê^ncia, segurança e gosto pela escola. Não que instalações e equipamentos sejam negligenciáveis, mas a essência da educação se encontra nas redes de relações entre as pessoas, o que, com efeito, não é fácil de construir, nem de manter. Essa é a maior riqueza de uma escola.”

Catedra UNESCO publica livro do Prof. Luiz Síveres


Imagem

Editado pela Liber Livro, sai com o selo da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade, da Universidade Católica de Brasília, este livro do prof. Luiz Síveres, intitulado “A extensão universitária como principio de aprendizagem”. Resultado de uma pesquisa entre instituições de Ensino Superior Comunitárias (participantes do Fórum Nacional de Extensão e Ação Comunitária das Universidades e Instituições de Ensino Superior Comunitárias – ForExt), liderada pelo Prof. Luiz Síveres, exímio pesquisador sobre extensão universitária no país, este livro apresenta um pouco das vivências e aprendizagens de estudantes extensionistas a partir da extensão universitária. Como diria Paulo Freire, conhecer implica na presença curiosa do sujeito face ao mundo e requer uma ação transformadora sobre a realidade através da intervenção. A publicação divide-se em quatro capítulos os quais trabalham a dimensão da subjetividade do estudante, os processos de aprendizagem do estudante na extensão, a extensão e o exercício da cidadania e a extensão e a formação profissional.