Ciências Humanas e Sociais é tema de debate internacional


Mesa-2Pesquisadores do Brasil, México e Alemanha participaram do seminário “Ciências Humanas e Sociais… Por quê?”, realizado no Câmpus II, da Universidade Católica de Brasília. Entre eles: Em pé da esquerda: Prof. Dr. Miroslav Milovic (UnB); Prof. Dr. Emil Sobottka (PUC-RS); Profa. Dra. Claudia Linhares Sanz (UnB); Prof. Dr. Frederico Feitoza (UCB); Prof. Dr. Hans Joachin Eickhoff (FU-Berlin, Alemanha); Profa. Dra. Felicia Vasquez Bravo (UAQ-Mexico);  Prof. Dr. Christoph Wulf (FU-Berlin, Alemanha); Profa. Dra. Birgit Althans (Leupana Universitat Luneburg, Alemanha); Prof. Dr. Bernd Fichtner (Universitat Siegen, Alemanha); Prof. Dr. Geraldo Caliman (UCB -Coordenador); Profa. Dra. Wivian Weller (UnB Coordenadora); Prof. MSc. José Ivaldo de Araujo Lucena (UCB). Abaixados a partir da esquerda para a direita:Prof. Dr. Estêvão Chaves de Rezende Martins (UnB); Profa. Dra. Sinara Pollon Zardo (UCB); Jailton Lopes Vicente (UnB); Cátia Piccolo Vieira Davecchi (UnB), Cilene Vilarins Cardoso da Silva (UnB); Ana Carla Nascimento de Oliveira (UnB); Profa. Dra. Vanildes Gonçalves da Silva (UCB).

A Universidade Católica de Brasília (UCB), por meio da Escola de Educação e Humanidades, do Programa de Pós-graduação em Comunicação e da Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade; junto a Universidade de Brasília (UnB), realizou no dia 10 de setembro, o seminário internacional “Ciências Humanas e Sociais… Por quê?”. O evento aconteceu no auditório do Campus II da UCB, com parceria da Freie Universitat Berlin e a presença de pesquisadores do Brasil, México e Alemanha.

De acordo com o coordenador do Programa de Pós-graduação em Educação da UCB, Prof. Dr. Luiz Síveres, é muito importante debater temas relevantes entre pesquisadores de diferentes países. “Não só no Brasil, mas em todo o mundo, o incentivo às ciências exatas e os avanços tecnológicos prevalecem. Mas o vazio existencial e os problemas que a humanidade encara diariamente não se resolvem apenas com tecnologia, e sim, com educação, valores e propostas diferenciadas, que são aspectos desenvolvidos pelas ciências humanas e sociais”, explica.

“É sempre um prazer estar aqui no Brasil e me sinto muito honrado em estar pela primeira vez na Universidade Católica. Nós pesquisadores precisamos nos unir, como estamos fazendo hoje nesse evento, para debater e fazer reacender a importância das ciências humanas e sociais, para colaborarmos com o desenvolvimento e solução dos problemas humanitários no mundo. O aprimoramento da sociedade não está ligado ao avanço tecnológico, depende muito mais de solucionarmos os problemas sociais que a nossa humanidade enfrenta”, destaca o vice-presidente da Comissão Alemã para a UNESCO, Prof. Dr. Christoph Wulf.

Para o coordenador da Cátedra UNESCO Juventude, Educação e Sociedade da UCB, Prof. Dr. Geraldo Caliman, “temos que mostrar para a sociedade que o mundo das artes, literatura, música, educação, direitos humanos, devem ser aprofundados, principalmente no Brasil. Pois a matriz do desenvolvimento de uma nação e, até mesmo das tecnologias, está no seu pensamento, nas matrizes teóricas e na formação humana”. O professor do curso de Comunicação da UCB, Prof. Dr. Frederico Feitoza, ainda complementa, que “o pensamento filosófico tem sido deixado de lado e, por isso, o debate sobre esse tema é de extrema importância para um progresso mais eficaz da nossa sociedade”.

A mestranda do Programa de Pós-graduação em Educação da UCB, Lilian Mendonça, buscou no evento uma compreensão mais ampla do que são as ciências sociais hoje. “O interessante nesse seminário, sobretudo em relação a essa internacionalização do conhecimento e do pensamento, é porque a discussão envolve o mundo, não é uma questão Brasil. Acho que as ciências sociais, como um todo, abrange o mundo e discutir temas sociais envolve o rompimento de barreiras, de fronteiras. E é isso que esse debate fez ao congregar pesquisadores de diferentes países e áreas para um debate pela humanidade”.

Congresso sobre “Sistema Preventivo e Direitos Humanos”


Entre os dias 26 a 28 de agosto acontece no Colégio Dom Bosco de Brasília, o Colégio mais antigo de Brasília (nasceu ainda no Núcleo Bandeirante), situado na região central da cidade, o Congresso sobre “Sistema Preventivo e Direitos Humanos”, patrocinado pela Conferência das Inspetorias Salesianas do Brasil (CISBRASIL). O Prof. Geraldo Caliman fará uma apresentação, representando a Cátedra, sobre a “Proposta Educativa Salesiana e os Direitos Humanos”, ressaltando a importância da educação integral, de como Dom Bosco concebia a educação dos jovens necessitados: “não basta mitigar a situação de insatisfação e abandono em que vivem aqueles jovens (ação paliativa); é necessário fazer uma mudança cultural (ação transformativa) por meio de um ambiente e uma proposta educativa que envolve muitíssimas pessoas identificadas com ele e com a sua realidade”. Entre as atividades paralelas acontecerá uma Jornada Juvenil com presença de simpatizantes da filosofia salesiana de educação de todo o Brasil. No Domingo, dia 28 uma caminhada terá inicio às 6 horas da manhã da 702 Sul em direção à ermida Dom Bosco, no Lago Sul: serão 15 quilômetros onde os jovens de todas as idades poderão participar da Festa e recordar os 196 anos do fundador dos Salesianos, o Educador Giovanni Occhiena Bosco (Turim, Itália, 1815-1888).

Seminário Internacional sobre Profissionalização Docente


Os professores Geraldo Caliman, Afonso Galvão e a Profa Doutoranda Martha Scardua participaram entre os dias 15 e 17, na Fundação Carlos Chagas, em São Paulo, do I Seminário Internacional dos Grupos de Pesquisa da Cátedra UNESCO sobre Profissionalização Docente. Existem cerca de 20 grupos de pesquisa ligados àquela Cátedra, que desenvolvem diversos projetos de pesquisa focalizados na Profissão Docente. O Programa de Mestrado e Doutorado em Educação (UCB), é associado à Cátedra UNESCO da Fundação Carlos Chagas e participa com um grupo de pesquisa em torno da “Perspectiva Psicossocial da Formação do Professor”, um PROCAD (Programa de Cooperação Acadêmica) entre a PUCSP/UFPB/UCB. O Prof. Juan Carlos Tedesco proferiu a Conferência de abertura, falando sobre “Políticas de Subjetividade e Formação de Professores”.