Arquivo mensal: março 2016

Lançamento de Livro “MEC Pós-Constituição”


 

mec1De autoria do Prof. Dr. Celio da Cunha, o livro “MEC Pós-Constituição” foi lançado por ocasião da Aula Inaugural do Primeiro Semestre de 2016 do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica de Brasília, no dia 11 de março. A mesa de abertura foi composta pela diretora da Escola de Educação, Tecnologia e Comunicação, professora Christine Maria Soares de Carvalho; professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Educação da UCB, Célio da Cunha e pelo coordenador da Cátedra UNESCO da UCB, professor Geraldo Caliman, que destacaram a importância da discussão sobre o Plano Nacional de Educação e do lançamento do livro “O MEC Pós-Constituição”. Organizado pelo pesquisador e professor do Programa de Pós-Graduação em Educação da UCB, Célio da Cunha, o livro “O MEC Pós-Constituição”, traz todos os ministros da educação e o impacto de suas políticas no Brasil desde a Constituição de 1988 até hoje. “O livro é o resultado do trabalho de mais de três anos de um grupo de professores e estudantes do Programa de Pós-Graduação em Educação, no sentido de fazer um mapeamento das políticas educacionais no Brasil, após a constituição de 88. Ao todo são nove ministros, nove capítulos, precedido também de um capítulo inicial que procura fazer um elo entre os manifestos pioneiros da Educação Nova de 1932 e a continuidade desses sonhos pioneiros após a constituição”, conta o professor.

 

Em sua 20ª publicação, a Cátedra UNESCO de Juventude, Educação e Sociedade da Católica, tem tido uma grande atuação nas pesquisas do Programa. “É muito bom poder estar presente em mais um lançamento aqui na UCB. Essa é uma produção extremamente significativa e para esse ano ainda temos mais três livros em processo de finalização”, conta o coordenador da Cátedra da UCB, professor Geraldo Caliman.

 

Pesquisadores estudam Educador Social


Vinhos
O título “O Educador Social em uma Instituição Socioeducativa no Distrito Federal: Atribuições, Perfil, Expectativas”. A pesquisa foi apresentada pela Mestranda Maria José Thomaz; sob a orientação do Prof. Dr. Geraldo Caliman. Participaram da Banca: Prof. Dr. Célio da Cunha e Prof. Dr. Ivar de Vasconcelos. Maria José investigou as atribuições, o perfil e as expectativas dos educadores sociais de uma instituição socioeducativa. Quais são as expectativas que se apresentam para os educadores sociais? Como eles identificam a própria identidade como educador social? Qual seria o perfil de um educador social diante do que dele é requisitado como profissional da Educação?  O projeto está focado na figura do educador social um agente da educação já conhecido em outros países mas ainda recente no Brasil. Tanto que a profissão do educador social ainda está em processo de regulamentação no Congresso Nacional. A pesquisa foi realizada na Região Administrativa da Ceilândia, em uma Instituição não governamental que emprega cerca de dois mil adolescentes e jovens aprendizes, promovendo uma cultura da paz e educando “pelo” e “no” trabalho. Enquanto trabalho educativo também previne contra os fatores de vulnerabilidade e de risco, e garante a inclusão social desses adolescentes e jovens. A pesquisa pretende contribuir para a consolidação da profissão do educador social, a partir dos recursos oferecidos pela Universidade Católica de Brasília, que, através de uma Cátedra Unesco (de Juventude, Educação e Sociedade) está engajada na difusão dos Direitos Humanos e na promoção da inclusão social de grupos vulneráveis. A metodologia da pesquisa privilegiou a entrevista coletiva através do grupo focal. O marco teórico se enquadra dentro dos estudos científicos realizados pelos autores da Pedagogia Social, focalizando sua prática pedagógica na Educação Social através de seu agente profissional, o Educador Social.