Inicial > Eventos & Congressos > Tese de Doutorado: O Trabalho Docente com Adolescentes em Conflito com a Lei

Tese de Doutorado: O Trabalho Docente com Adolescentes em Conflito com a Lei

20/03/2019

Christina Pereira da Silva, aluna do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, defendeu na segunda feira dia 25 de fevereiro, sua significativa e brilhante Tese de Doutorado, intitulada “O TRABALHO DOCENTE COM ADOLESCENTE EM CONFLITO COM A LEI: UM OLHAR A PARTIR DA PSICODINÂMICA DO TRABALHO”, orientada pelo Prof. Dr. Geraldo Caliman. A pesquisa teve como objetivo geral investigar o trabalho de professores que atuam com adolescentes em conflito com a lei, em uma escola inserida dentro de uma unidade de internação no Distrito Federal, a partir da psicodinâmica do trabalho, mediante aspectos que fazem parte do trabalho, tais como: a organização do trabalho docente a partir das divergências entre o trabalho prescrito e o real; as vivências de sofrimento existentes no trabalho docente e as estratégias defensivas individuais e coletivas decorrentes dessas e a mobilização subjetiva quanto às relações de cooperação, reconhecimento e inteligência prática. O trabalho do professor, em uma unidade de internação, é permeado de imprevistos e incidentes, sendo marcado, muitas vezes, pela resistência do real. Tais circunstâncias tendem a gerar surpresa, nervosismo, irritação, e sentimento de impotência que levam ao sofrimento. O desafio para a sociedade contemporânea consiste em empreender ações para a materialidade da proposta socioeducativa, frente ao objetivo de realizar a mediação dos adolescentes e jovens em cumprimento de medida socioeducativa junto à sociedade, uma vez que esta política tem por objetivo educá-los para a vida em liberdade. Esse contexto evidencia a importância do papel que deve ser atribuído à socioeducação e, principalmente ao professor que atua nesta modalidade de educação. Cabe a este profissional lidar com diferentes demandas dada a complexidade inerente ao seu espaço de atuação. No contexto desta investigação, algumas questões foram analisadas à luz da teoria de Dejours. A intenção foi promover momentos de escuta ao que esses profissionais da socioeducação tem a revelar/demonstrar sobre seu cotidiano laboral. Para isso utilizou-se a Clínica do Trabalho, apoiada na psicodinâmica do trabalho. Foi uma pesquisa de natureza qualitativa e teve como instrumento a Clínica do Trabalho, a qual promoveu um espaço de trocas para o coletivo docente com enfoque no trabalho, possibilitando investigar elementos como cooperação, reconhecimento, sofrimento, mobilização da inteligência e, também, estratégias defensivas que se desenvolvem e se estabelecem a partir das situações de trabalho. A relevância deste estudo está em despertar a atenção do meio acadêmico/político e social para o trabalho docente, desenvolvido em unidades de internação, assim como para as condições de trabalho e suas consequências para o bem-estar emocional e profissional dos docentes. Espera-se também contribuir para que se conheça detalhadamente, o modo de trabalho docente e, numa perspectiva mais ampla, almeja-se ainda a melhoria do trabalho docente na socioeducação

%d blogueiros gostam disto: